segunda-feira, 3 de novembro de 2014

PROJETO LEITURAÇO - 800 mil alunos participam do Leituraço de contos africanos

 
 Sobre o projeto – Nas 567 escolas de Ensino Fundamental e Médio, de Educação de Jovens e Adultos (EJA) e nas Escolas Municipais de Educação Bilíngue para Surdos (EMEBS), o Leituraço será uma experiência de leitura que envolverá cerca de 550 mil alunos.

Nessas unidades, a ação inédita compreenderá leituras que durarão 30 minutos, sempre na primeira aula do período, mobilizando estudantes e professores em ações simultâneas. Foram selecionados 13 títulos, divididos entre os três Ciclos do Ensino Fundamental: Alfabetização, Interdisciplinar e Autoral.

Já para os cerca de 250 mil alunos das 895 Escolas Municipais de Educação Infantil (EMEIs) e Centros de Educação Infantil (CEIs) diretas, a Secretaria Municipal de Educação enviará outros dez títulos e os educadores farão sessões nas próprias salas com as crianças ao longo do período de aula.
As obras são:
Ciclo de AlfabetizaçãoBetina, de Nilma Lino Gomes
As cores do mundo Lúcia, de Jorge Fernando dos Santos
O mundo no black power de Tayó, de Kiusam de Oliveira
Rapunzel e o Quibungo, de Cristina Agostinho e Ronaldo Simões Coelho
Você é livre, de Dominique Torres
Do outro lado tem segredos, de Ana Maria Machado
O príncipe medroso e outros contos africanos, de Anna Soler-Pont
Ciclo InterdisciplinarMeu avô africano, de Carmen Lúcia Campos
Wangari Maathai: a mulher que plantou milhões de árvores, de Franck Prévot
Mestre gato e comadre onça, de Carolina Cunha

Ciclo AutoralA cidade e a infância, de José Luandino Vieira
Kalahari: uma aventura no deserto africano, de Rogério Andrade Barbosa
O filho do caçador e outras histórias: dilema da África, de Andi Rubenstein e Madalena Monteiro

Educação InfantilMenina bonita do laço de fita, de Ana Maria Machado
Kamazu, de Carla Caruso
Madiba, o menino africano, de Rogério Andrade Barbosa
Histórias africanas para contar e recontar, de Rogério Andrade Barbosa
Escola de chuva, de James Rumford
Os tesouros de Monifa, de Sonia Rosa
Histórias da Cazumbinha, de Meire Cazumbá e Maria Ange Bordas
As garras do leopardo, de Chinua Achebe com John Iroaganachi
O caraminguá, de Bia Bedran
Fuzarca, de Sonia Rosa


quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Oficinas do Projeto "Chuva de Ideias" na EMEF Mário Fittipaldi

Nos dias 23 e 24/10 (quinta e sextas-feira) ocorreu na EMEF Mario Fittipaldi do CEU Guarapiranga as oficinas do projeto "Chuva de Ideias" que contou com palestras de Marcos Lopes e Kapoth MC na quinta e as oficinas na sexta, entre elas a de TV e mídia, Sustentabilidade, Lambe-Lambe, Conversa sobre sexo, entre outros. Segue fotos:





 





VISITA DO VEREADOR REIS NO CEU GUARAPIRANGA

O Vereador Reis visitou a EMEF MÁRIO FITTIPALDI nesta quarta-feira 29/10 e a nossa Imprensa Jovem, como sempre cobriu o evento. Para ouvir confira no final da matéria.




segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Visitando um mundo de livros!!!

Bienal do Livro: nós estivemos lá!
Dia 26 de agosto terça-feira, nós fomos visitar a Bienal do livro. Nós fomos representando a Imprensa Jovem, para conhecer o espaço da Bienal.

Lá é bem grande e quando nós fomos estava bem cheio. 
 
O monitor que nos atendeu foi o Tio Batatinha, ele é bem engraçado e brincalhão.

Nós assistimos a uma peça de teatro dizendo quem eram os donos da cidade. Agora nós iremos fazer uma pergunta para vocês: Quem é o dono da cidade?

O que nós gostamos na Bienal foi: a quantidade dos livros!!! Eles eram muitos legais e nós gostamos de tudo.Não houve nada que nós não gostamos. 

Agora nós iremos dizer quem é o dono da cidade…Sabe quem são os donos da cidade? 

Somos nós!!! 

Espero que vocês tenham gostado da nossa reportagem.

Repórteres Mirins Thaís e Guilherme




Vigésima Terceira BIENAL DO LIVRO



A Bienal do Livro é uma grande feira de livros. E aconteceu do dia 22 de agosto ao dia 31 de agosto. A bienal foi aqui em são Paulo, no Anhembi.

No dia 26 de agosto, pudemos visitar a Bienal do livro. Dois alunos de cada sala, do 1º ao 9º ano, mais alguns alunos da imprensa jovem.

Quando chegamos lá, conhecemos o Tio Batatinha, que nos explicou sobre as regras para que não nos perdêssemos.

Passamos por vários estandes, vimos livros muito legais.  Depois nós fizemos compras, fomos assistir a uma peça de teatro: “Os donos da cidade”, a história era de duas crianças que gostariam de falar com o dono da cidade, e então o pai explicou que todos nós somos os donos da cidade.

E no final da peça de teatro, ganhamos um kit composto de um apontador, dois lápis de escrever, uma caixinha de lápis de cor, três réguas do alfabeto e dos numerais, três revistinhas em quadrinhos sobre cidadania e pirataria e uma revistinha de passatempo.

Depois de comprar livros e assistir a peça de teatro voltamos para o ônibus.
A Bienal do livro é extremamente legal, eu nunca poderia imaginar que seria tão divertido assim.

Repórter mirim: Kemily Roberta, 4°ano A. 

 

Obrigado por sua visita!

Você já esteve aqui